Adolescente se suicida no Equador e pais culpam Free Fire


Um adolescente de 15 anos tirou a própria vida na última terça-feira (19) no bairro de Cerro Del Carmen, em Guayaquil no Equador. Segundo a reportagem do canal Teleamazonas, Wendy Aquino e Pedro Solís, pais do jovem, atribuíram a morte do adolescente ao vício no Free Fire, que lhe fazia passar a maior parte do dia jogando.

+ Realme 9 edição Free Fire chegará na França nesta quinta (21)
+ Analista sugere novo formato para o cenário competitivo de Free Fire

A reportagem afirma que os pais nunca se preocuparam com o vício do jovem e que, devido ao surto mundial de covid-19, o adolescente passava horas em frente ao celular jogando. Pedro Solís, pai do falecido, afirma que durante o dia ouvia frases como “Mata ele, mata ele. Eu bati na cabeça dele” enquanto o menino jogava, porém, não se incomodava.

Quer saber mais sobre Free Fire? Siga a Tropa Free Fire nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter!

A reportagem aborda o fato de que os pais nunca se preocuparam com o excesso de tempo que o filho passava jogando o Battle Royale da Garena. Um estudo feita pelo instituto Health Day, da Espanha, liderado pelo Doutor Jesus Pujol, afirma que o uso de uma à nove horas semanais de vídeo game por semana é seguro. Sendo assim, o ideal seria jogar por até uma hora de segunda a sexta.





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

39 − = 36