As lições de liderança de um dos naufrágios mais famosos da história


Após cem anos de um dos naufrágios mais famosos da história, o barco “Endurance“, do explorador Ernest Shackleton, foi encontrado no Mar de Wedell, na Antártica, nesta semana.

O explorador anglo-irlandês tentava fazer a travessia de 2.900 quilômetros do continente da Antártica quando, em janeiro de 1915, o barco ficou preso no gelo no Mar de Weddell. Ali ele ficou por meses, até que afundou em novembro daquele ano – e ressurgiu agora.

Onde Investir em 2022? Faça o teste e descubra se você está preparado para encontrar as melhores oportunidades de investimento do ano! 

A expedição que localizou o “Endurance” usou tecnologia de última geração, como drones submarinos, para explorar a região, descrita pelo próprio Shackleton como a “pior parte do pior mar do mundo”.

Muito além da história da embarcação, o que realmente fez a fama do naufrágio foi a jornada heroica de Shackleton com sua tripulação para sobreviver no terreno inóspito.

Segundo Boris Groysberg, professor da escola de negócios da Universidade Harvard, o explorador é referência em seu curso sobre liderança em crises. Tudo deu errado, mas ele levou toda a equipe de volta para casa. 

Com Shackleton, o professor reforçou a importância do foco, de unir as pessoas certas, do planejamento e da liderança.

Para a professora Nancy Koehn, também da escola de negócios da Universidade Harvard, o explorador pode nunca ter chego ao seu destino, mas até hoje é estudado como um sucesso de liderança em um contexto de mudanças constantes. 

Três lições de liderança com Shackleton

Liderança flexível

O que fazer quando o norte da sua missão muda completamente? Para a professora de Harvard, a habilidade de ser flexível e mudar de rumo de acordo com as circunstâncias é uma habilidade dos empreendedores de sucesso.

Quando o “Endurance’ ficou preso do gelo, Shackleton logo abandonou seu sonho da travessia e focou totalmente na sobrevivência da tripulação. Saber abandonar planos e mudar metas é essencial para lidar com situações inesperadas.

Com a pandemia, diversas empresas tiveram que parar e reestruturar totalmente o planejamento. E as lideranças precisaram se adaptar junto.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

61 − 58 =