Faperj cria programa de apoio aos pesquisadores do Leste Europeu


Devido aos conflitos recentes na Ucrânia, a Faperj (Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro) vai lançar em 10 dias um programa emergencial de apoio a pesquisadores vinculados a instituições de ensino e pesquisa localizadas nas zonas de conflito no Leste Europeu.

A chamada apoiará projetos de mobilidade de pesquisadores da região, por um período de até seis meses, em instituições do Rio de Janeiro.

O presidente da Faperj, Jerson Lima, afirmou que: “A ideia é flexibilizar as regras e o acesso a universidades e centros de pesquisa localizados no Estado do Rio Janeiro, facilitando a cooperação científica em nível internacional e viabilizando o intercâmbio de pesquisadores estrangeiros de ponta ao Estado do Rio”.

O apoio será feito por meio de bolsas de mobilidade oferecidas pela Faperj, passagens de ida e volta, auxílio-instalação (a ser pago uma única vez) e seguro-saúde (mensal).

O presidente da Faperj afirmou que cada bolsa deve ser de R$ 5.875,00, valor das bolsas de pesquisadores visitantes,e o projeto deverá ser apresentado por algum pesquisador anfitrião brasileiro vinculado às instituições do Rio. 

É necessário descrever as atividades e objetivos do pesquisador visitante durante sua missão no país.

A Faperj é vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

− 7 = 2