Gestora lança novo ETF com foco em contratos inteligentes e Web3


A gestora brasileira Hashdex anunciou nesta segunda, 14, o lançamento de um ETF dedicado à internet do futuro – descentralizada e baseada na tecnologia blockchain. O WEB311 é o quinto ETF de criptomoedas da Hashdex que chega à B3 e vai permitir aos investidores exposição diversificada e segura aos tokens das principais plataformas de contratos inteligentes do mercado de criptomoedas.

Contratos inteligentes são baseados em códigos de programação auto-executáveis, que prescindem de intermediários centralizados. Um contrato inteligente é capaz de obter informações, processá-las e tomar as devidas ações previstas de acordo com as regras pré-determinadas que estabelecem os direitos e obrigações entre as partes envolvidas em uma transação.

Este tipo de contrato oferece a infraestrutura básica para implementação e operacionalidade de protocolos de finanças descentralizadas (DeFi), NFTs e jogos play-to-earn baseados na tecnologia blockchain.

(Mynt/Divulgação)

Samir Kerbage, diretor de tecnologia da Hashdex, destacou a natureza disruptiva desta classe de ativos digitais contemplada no novo ETF de criptomoedas da gestora no comunicado divulgado à imprensa para divulgar o lançamento:

“Baseadas na tecnologia blockchain e operadas por redes descentralizadas, as plataformas de contratos inteligentes são a infraestrutura base todas as aplicações de Blockchain, incluindo a Web 3.0, um nova versão da internet que deverá acelerar ainda mais a transformação digital da nossa sociedade”.

Desenvolvido em parceria com a CF Benchmarks, um dos principais provedores globais de índices do mercado de ativos digitais, o WEB311 vai espelhar o “CF Web 3.0 Smart Contract Platforms Market Cap Index”. Incialmente, o índice será composto em parte por tokens de duas plataformas líderes do setor em termos de valor total bloqueado em seus protocolos DeFi – Ethereum (22,5%) e Solana (22,1%) – e de ecossistemas em desenvolvimento. Se enquadram nessa categoria Cardano (22,5%), Polkadot (19,5%), Algorand (8,8%), Tezos (3,5%); e Cosmos (1,1%).

O Banco Genial, Itaú BBA, XP Investimentos e BTG Pactual serão os coordenadores da oferta do novo ETF, e o período de reserva do novo ETF começa nesta segunda-feira (14). As negociações do WEB311 devem ter o início em 30 de março. A taxa de administração será de 1,3% e o valor inicial da cota está estimado em R$ 50.

O WEB311 se soma aos demais ETFs da empresa para oferecer diferentes opções reguladas e chanceladas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) de expoxição ao mercado de criptomoedas. O HASH11 é composto por uma cesta de criptomoedas vairadas; o BITH11 que investe 100% em Bitcoin); o ETHE11 investe 100% em Ethereum, e o DEFI11 é composto por uma cesta de tokens de protocolos de finanças descentralizadas.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

− 6 = 1