HSBC entra para o metaverso The Sandbox e quer focar em eSports


O metaverso está cada vez mais populoso, e grandes instituições se apressam para não perder as oportunidades que este universo virtual oferece. Nesta quarta-feira, 16, o segundo maior banco da Europa, o HSBC, anunciou a sua entrada em The Sandbox.

O banco realizou a compra de um terreno virtual no jogo, onde poderá construir seu próprio ambiente imersivo e personalizável para receber pessoas de todos os lugares. Segundo um comunicado, a intenção do HSBC no metaverso é explorar os eSports e atividades esportivas.

(Mynt/Divulgação)

“Por meio de nossa parceria com o The Sandbox, estamos fazendo nossa primeira entrada no metaverso, que vai nos permitir criar experiências de marca inovadoras para novos clientes e os já existentes”, afirmou o diretor de marketing do HSBC na Ásia, Suresh Balaji, em um comunicado ao Decrypt.

“Estamos entusiasmados por trabalhar com nossos parceiros do esporte, embaixadores da marca e a Animoca Brands para criar experiências educacionais, inclusivas e acessíveis”, acrescentou Balaji. A Animoca Brands é a empresa controladora do The Sandbox e um grande destaque no mundo dos jogos em blockchain.

Em resposta ao anúncio, o preço da criptomoeda nativa do jogo, a SAND, disparou 11,68% nas últimas 24 horas, segundo dados do CoinMarketCap. Este é um sinal positivo para a criptomoeda, que ainda opera em queda em relação à sua máxima histórica de 25 de novembro de 2021, quando atingiu os US$ 8,40. No momento, a SAND é negociada por US$ 3,00.

O HSBC não é o primeiro banco a entrar para o metaverso. No último mês, o banco JPMorgan anunciou a sua entrada para o metaverso Decentraland, um dos concorrentes do The Sandbox.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

67 − = 63