Mercado Pago passa a atuar como iniciador de pagamentos


Na última quarta-feira (16), o Mercado Pago, fintech do Mercado Livre, anunciou que a partir de agora passa a permitir transações via iniciação de pagamentos, a partir da figura de ITP, criada na terceira fase do Open Banking. Sendo assim, o Mercado Pago se tornou a primeira plataforma autorizada pelo Banco Central (BC) a operar com essa licença regulatória.

A expectativa do sistema brasileiro é que essa modalidade seja uma das grandes propulsoras para propagar o Open Finance, uma evolução do Open Banking, entre os brasileiros. Siga a leitura e entenda melhor o que isso significa!

É provável que você também goste:

Qual a diferença entre o cartão do Mercado Pago e o Mercado Crédito?

Banco Central autoriza RecargaPay como instituição de pagamento

O que muda para o Mercado Pago

A licença de iniciador de pagamento foi criada pelo Banco Central dentro da agenda de implementação do Open Banking e autoriza empresas a iniciarem pagamentos e transferências para clientes. 

Para esclarecer de forma mais prática, um iniciador de pagamento permite que o usuário faça um pagamento ou uma transferência por Pix dentro da plataforma, sem precisar entrar no app do banco para realizar a operação.

Dessa forma, a partir de agora os clientes do Mercado Pago poderão movimentar dinheiro via Pix de outras contas para a conta do Mercado Pago diretamente pelo app do Mercado Pago. Antes da fintech se tornar um inicializador de pagamentos, o cliente tinha que entrar no app do banco para realizar essa operação.

Posteriormente, o iniciador de pagamentos permitirá que o usuário faça outras operações além do Pix e possa comprar em e-commerces a partir da conta do Mercado Pago.

O vice-presidente da fintech, Tulio Oliveira, explicou que o iniciador de pagamentos abre portas para muitas outras possibilidades de uso e transforma a experiência de compra e venda.

“Na hora de pagar, o usuário não irá mais precisar copiar e colar um código PIX em um outro aplicativo. Todo pagamento se resolve em um redirecionamento que pula algumas etapas, tornando a compra mais rápida. Também enxergamos benefícios para os vendedores como aumento da conversão de vendas e mais negócios.”

Tulio Oliveira, vice-presidente do Mercado Pago

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitchInstagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Diego Thomazini / Shutterstock.com





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

24 − 19 =