Presidente do Banco Central diz que vazamentos no Pix serão frequentes


O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou dia 11 de fevereiro de 2022, que os vazamentos de dados do sistema instantâneo de pagamentos Pix ocorrerão com certa frequência. Campos Neto disse ainda que os casos registrados até o momento são brandos e que a autoridade monetária está trabalhando para que os vazamentos ocorram o mínimo possível.

Para Campos Neto, a tendência é que esses vazamentos aconteçam com mais frequência, pois o mundo dos dados tem crescido de forma exponencial. Contudo, ele garante que o Banco Central irá atacar todos os vazamentos, para que aconteçam de forma mínima.

É provável que você também goste:

Consulte HOJE o seu dinheiro “esquecido” em bancos e receba a devolução do Banco Central

Instituições onde vazaram os dados do Pix devem ser punidas

PIX COM CASHBACK: Banqi está dando R$ 10 para fazer Pix

No evento promovido pelo Esfera Brasil, que organiza encontros entre empresários, empreendedores e líderes do setor público, Campos Neto informou que os dados expostos até o momento não incluem senhas e movimentações financeiras. Segundo o presidente do BC, a maioria dos dados vazados podem ser obtidos publicamente, como o nome e o CPF, além do telefone celular, que são cadastrados como chave Pix.

Campos Neto afirma que o BC tem assumido uma postura mais transparente, se comparada a de outros países em relação a comunicar os vazamentos em seu site. O BC informou que passará a divulgar os casos de vazamento das chaves Pix apenas em sua página na internet.

O Pix foi criado em novembro de 2020 e, de lá pra cá, o BC já registrou três casos de vazamento de dados. O mais recente foi no dia 3 de fevereiro, onde foram vazadas 2.112 chaves Pix de clientes da instituição de pagamentos Logbank.

Em agosto de 2021, 414,5 mil chaves Pix foram vazadas do Banco do Estado de Sergipe (Banese). Já em janeiro de 2022, 160,1 mil clientes da Acesso Soluções de Pagamentos tiveram informações vazadas. Entretanto, em nenhum dos casos foram expostas senhas e saldos bancários.

Campos Neto ainda apresentou números referentes às funcionalidades Pix Saque e Pix Troco, que passaram a operar em novembro de 2021. O Pix Saque, que possibilita retiradas em lojas e caixas eletrônicos, teve um total de 66,6 mil transações em janeiro e movimentou R$ 9,7 milhões. Já o Pix Troco, que permite saques durante o pagamento de compras, movimentou em janeiro R$ 100 mil, com 1,3 mil transações.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitchInstagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

60 − 57 =