Rússia ataca base militar perto da fronteira polonesa enquanto intensifica sua ofensiva, diz Ucrânia


Por Pavel Polityuk e Natalia Zinets

LVIV, Ucrânia (Reuters) – Um ataque aéreo russo sobre uma grande instalação militar ucraniana perto da fronteira com a Polônia, membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), neste domingo, matou 35 pessoas e feriu 134, disse uma autoridade ucraniana local, enquanto outras autoridades relataram intensos ataques da Rússia em todo o país.

O Reino Unido disse que o incidente, a apenas 25 quilômetros da fronteira com a Polônia, marcou uma “escalada significativa” do conflito. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, tem dito que a Otan defenderá cada centímetro de seu território caso a invasão russa na Ucrânia se espalhe para os Estados-membros da aliança de defesa ocidental.

A Ucrânia disse que instrutores militares estrangeiros haviam trabalhado anteriormente no Centro Internacional Yavoriv para Manutenção da Paz e Segurança, mas uma autoridade da Otan disse que não havia pessoal da aliança no local. Não ficou claro de imediato se algum Estado não pertencente à Otan poderia ter representantes lá.

O governador regional, Maksym Kozytskyy disse que aviões russos dispararam cerca de 30 foguetes contra a instalação, e acrescentou que alguns foram interceptados antes que atingissem a base. Pelo menos 35 pessoas morreram e 134 ficaram feridas, disse ele. A Reuters não pôde verificar sua declaração.

A instalação de 360 quilômetros quadrados é uma das maiores da Ucrânia e a maior da parte ocidental do país.

O Kremlin não respondeu de imediato a um pedido de comentário sobre o ataque com mísseis relatado tão perto da fronteira com a Otan, e um breve vídeo do porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia no domingo não mencionou tal ataque.

A Reuters pôde observar 19 ambulâncias com sirenes ligadas dirigindo a partir da direção das instalações de Yaroviv após o ataque relatado e a fumaça preta que subia da área.

“A Rússia atacou o Centro Internacional de Manutenção da Paz e Segurança perto de Lviv. Instrutores estrangeiros trabalham aqui. As informações sobre as vítimas estão sendo esclarecidas”, disse o ministro ucraniano da Defesa, Oleksii Reznikov, em uma publicação online.

Um representante do Ministério da Defesa da Ucrânia disse à Reuters que o órgão ainda tenta determinar se algum instrutor estrangeiro estava no centro no momento do ataque.

“É aterrorizante o quão violento e desumano é”, disse Olga, uma refugiada de Kiev, à Reuters após cruzar a fronteira com a Romênia.

(Reportagem das redações da Reuters)


Saiba mais

+ Ômicron: Sintoma inesperado da infecção em crianças preocupa equipes médicas
+ Vendedores do Mercadão de SP ameaçam clientes com golpe da fruta
+ Vídeo: Mãe é atacada nas redes sociais ao usar roupa justa para levar filho à escola
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ ‘Ictiossauro-monstro’ é descoberto na Colômbia
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua






Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

79 − = 75