Um Mistério Knives Out falam sobre o que esperar do novo filme – Série Maníacos


Assim como os personagens que interpretam, as estrelas do elenco de Glass Onion: Um Mistério Knives Out não sabiam exatamente no que estavam se metendo quando aceitaram o convite para o filme, apenas que seria empolgante trabalhar na sequência do sucesso Entre Facas e Segredos, também escrito e dirigido por Rian Johnson em 2019.

Trocando o clima ameno da Nova Inglaterra pelo calor das ilhas gregas e uma família difícil de lidar por um grupo de amigos que mais parecem inimigos, o elenco (Edward Norton, Janelle Monáe, Kate Hudson, Dave Bautista, Kathryn Hahn, Leslie Odom Jr., Jessica Henwick, Madelyn Cline e Daniel Craig retomando o papel do investigador Benoit Blanc) confiou totalmente em Johnson porque todos amaram o primeiro filme, pelo qual o diretor e roteirista foi indicado ao Oscar® de Melhor Roteiro Original.

O público e a crítica adoraram o mistério cheio de reviravoltas. E entre os fãs empolgados estão todos os integrantes do elenco de Glass Onion.

Para Craig, voltar ao estilo e ao sotaque de Blanc era praticamente garantido antes mesmo das gravações do primeiro filme terminarem. Pelo menos, era o que ele esperava:

“Nós falamos disso durante as filmagens de Entre Facas e Segredos, mas está sempre nas mãos dos deuses do cinema”, explica ele. “Pensei: ‘Bom, foi uma ótima experiência e eu adoraria repetir. Mas será que o filme vai estourar?’ Felizmente, deu tudo muito certo. Sabíamos que o filme era bom, mas não imaginávamos que faria tanto sucesso. E foi aí que a conversa sobre os próximos passos começou a ficar séria”.

Geograficamente, a resposta era a Grécia. Cronologicamente, era um fim de semana com um grupo de amigos que dividem relações, lembranças, segredos e mentiras.

“Todos são controlados por um bilionário da área de tecnologia” diz Johnson, fã de histórias de mistério e grande admirador de Agatha Christie. “Ele convida o grupo para sua ilha particular a fim de participar de um jogo de detetive, mas tudo dá muito errado”.

Neste cenário promissor de personagens interessantes e com muito a perder, Johnson conta que foi tudo muito divertido, pois a produção foi maior.

Reunidos na mesma locação, primeiro na Grécia e depois em Belgrado, os atores criaram um forte vínculo que Norton comparou a um grupo teatral durante a temporada de uma peça.

“Boa parte desse espírito de companheirismo, alegria, sátira e comédia física que transparece na tela aconteceu porque estávamos nos divertindo”

Explica Norton.

“Foi simplesmente maravilhoso porque a escalação de elenco de Rian é sempre perfeita, com pessoas incríveis. Tivemos a sorte de contar com um elenco dos sonhos muito divertido, e todos estavam inteiramente no tom do filme”

Elogia Craig.

Esta união beneficiou o trabalho na tela, pois o elenco fazia um grande esforço para se ajudar, garantindo que todos se comprometessem no rodízio de filmagens e esperassem até cada um ter seu espaço na tela.

“É uma honra ver um trabalho de qualidade acontecendo”, diz Hudson sobre o elenco se ajudar durante as filmagens. “Daniel teve um momento que fez todo mundo vibrar”.

Dave Bautista ainda completou:

“É o tipo de cena que não acontece o tempo todo. Sou um estudante do meu ofício, então sabia que aprenderia muito nesse trabalho. Estava feliz em ficar só assistindo, especialmente durante os closes nas outras pessoas. Eu observava tudo e aprendi vários truques novos durante o processo”

Muitas vezes isso levava a uma situação hilária com todo o elenco amontoado ao redor de uma marcação. Hahn explica:

“Se você girasse a câmera pelo cenário, veria oito ou nove atores quase grudados uns nos outros”. Henwick acrescenta: “Em pouco tempo, o elenco estava totalmente entrosado”.

E essa união se estendeu às relações pessoais. Nos fins de semana, todos se reuniam para brincar com o jogo de mistério chamado “Mafia”.

“Como éramos um grupo grande, as partidas duravam três horas e todo mundo ficava cada vez mais bêbado, era hilário”

Relembra Henwick aos risos.

“É típico de um grupo de atores, nas horas vagas, dizer: ‘Vamos atuar!’”. E Madelyn Cline conta que eles levavam a brincadeira a sério: “Íamos ao brechó local comprar roupas para interpretar esses personagens e tudo acabava em uma grande festa, com todo mundo dançando”. Porém, fica a pergunta: quem era o melhor detetive amador? Monáe, que organiza reuniões desse tipo há anos, deixa a modéstia de lado e afirma: “Eu era ótima para encontrar os pequenos detalhes que faziam a diferença”.

E o pior? Bautista admite:

“Eu era péssimo. Minha estratégia no ‘Mafia’ era simplesmente matar todo mundo e me fazer de idiota”.

Mas nem só de jogos de mistério vivia o grupo.

“Leslie nos ensinou a jogar xadrez e alguns se saíram melhor do que outros. Às vezes Edward tocava um violão e Kate fazia umas vitaminas ótimas com seus pozinhos mágicos e colágeno”

Revela Hahn.

Odom conclui:

“Se você receber um convite para qualquer evento ou trabalho com Johnson, aceite na hora”.

Rian Johnson ainda foi mais longe:

“Sinto que participei de algo que nunca mais vai se repetir em termos de grupo. A sensação era a mesma do meu primeiro filme, em que eu ficava: ‘Uau. Esse é um grupo muito especial de pessoas que estão realmente se divertindo ao trabalhar juntas’. Nem sempre é assim”

Para Janelle Monáe, a experiência desse filme vai ser única:

“O público vai se divertir muito ao analisar este filme e perceber as pistas. Espero que a alegria que sentimos fazendo esse trabalho seja transferida para o público”

Além da diversão, os atores e atrizes também valorizam a mensagem que o filme passa. Hudson explica:

“Existe a diversão, a exuberância e a locação dos sonhos, mas por baixo de tudo isso está uma história muito boa sobre a dinâmica de poder entre as pessoas e como todos nós competimos em busca de controle e poder. Então, o filme tem várias camadas”.

Norton concorda e acrescenta:

“Como Rian é um excelente roteirista, ele faz uma sátira contemporânea sobre as dinâmicas sociais que estão acontecendo no mundo de um jeito muito sutil”.

Todos os envolvidos na produção se deliciaram com o mistério.

“Adoro quando isso é bem feito em filmes”

Diz Craig, um fã do estilo.

“É difícil se surpreender hoje em dia. Quando a linguagem cinematográfica é bem reinventada, tudo funciona de um jeito brilhante porque as pessoas se surpreendem. E esse era o nosso objetivo com essa produção. Rian fez um ótimo trabalho nesse sentido. Como telespectador, fico mais tranquilo ao saber que estou nas mãos de um excelente cineasta. E essa é a sensação quando você assiste aos filmes de Rian Johnson. Sou fã de tudo o que ele faz”.

Norton acredita que a Rainha do Mistério aprovaria o trabalho de Johnson:

“Acho que se Agatha Christie visse os dois filmes, ela se divertiria bastante”.

Glass Onion: Um Mistério Knives Out estreia dia 23 de dezembro, apenas na Netflix.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

2 + 3 =